Rafael Lacerda vai comandar o ABC em 2024 com saída de Argel Fuchs



O clima é de final de festa no ABC. Nesta quarta-feira a torcida foi surpreendida com o anúncio de que o treinador Argel Fuchs não irá comandar a equipe no confronto de sábado, contra o Vila Nova, que fechará a participação do clube na Série B do Brasileiro.

O técnico gaúcho, que tinha um pacote para comandar o Alvinegro nas últimas doze rodadas da competição, pediu para deixar o cargo tão logo vazou o anúncio do acerto de Rafael Lacerda, com a direção abecedista, para comandar o grupo em 2024.

De acordo com o vice-presidente administrativo do ABC, Fred Menezes, o técnico tinha contrato que iria se encerrar junto com a participação do clube na competição nacional, e ele não viu problema em atender o pedido do profissional e antecipar o final do vínculo entre as partes. Assim, quem deve comandar o grupo alvinegro diante do Vila Nova, uma partida de extrema importância para os goianos, é o auxiliar técnico permanente do Alvinegro, Jonidey Tostão.

A aposta da diretoria em trazer um profissional conhecido por motivar suas equipes para tentar livrar a equipe do rebaixamento, acabou não surtindo o efeito desejado. A equipe abecedista apresentou uma ligeira melhora, mas Argel deixou o clube com o aproveitamento um pouquinho melhor do conquistado pelo seu antecessor.

Em 11 jogos Fuchs teve 27,27%, enquanto Allan Aal em 19 jogos obteve 26,31%). Dos três comandantes que passaram pelo comando abecedista, Fernando Marchiori, dispensado com seis rodadas do Brasileiro, foi o que apresentou o pior aproveitamento, 5,55%.

Tribuna do Norte


Publicidade

Compartilhe

Veja Mais

Comentários (0)

Deixe seu comentário